MENU

Livros do Prof. Jorge Melchiades

Caminho de Evolução

O Pardal Tarado

Palmadas no Lacaio

Maria das Dores

Nossa Posição - 3 Anos de Editoriais

Quem é Você?

Quem sou Eu?

Como Interpretar Sonhos

Um Anjo Muito Malandro

Nós, Freud e o Sonho

Seja Feliz Já

Vídeos - Psicologia Racional

Um presente para você !

Clique aqui e faça o download do livro "Nós, Freud e o Sonho" do Prof. Jorge Melchiades Carvalho Filho

Ótima oportunidade ao leitor, de conhecer alguns conceitos básicos da teoria freudiana através de uma sintética, interessante e revolucionária versão não materialista. Ao relatar O SONHO que teve com o criador da Psicanálise, o autor vai expondo, de maneira acessível a qualquer pessoa interessada, os passos primordiais para o início de uma ANÁLISE pessoal, que leve em conta os anseios mais PROFUNDOS da alma.

Outros Livros do Nupep

Peça Teatral: Um Anjo Muito Malandro

Peça em um ato e dez cenas

Um anjo, com características muito bem definidas de malandro, se apresenta a uma família de favelados trapalhões e na sua intenção de provocar mudanças de comportamentos causa muitos conflitos e confusões.

A peça é uma alegoria destinada a despertar o desejo da autotransformação nas pessoas que a assistem. Pode ser compreendida em diferentes níveis de profundidade, sendo excelente material de estudo e interpretação de texto

É uma comédia muito engraçada, mas não permite que a seriedade da mensagem se perca no riso.“

 

Visão do Autor

Para mim o teatro não é um fim, mas apenas o palco onde desenrolo tramas destinadas a despertar nos espíritos a valorização de suas funções mais nobres, como a consciência proveniente do exercício da razão e os verdadeiros sentimentos de amor e de respeito ao próximo de qualquer cor, nacionalidade ou religião ...

Seja ele brilhante intelectual ateu e materialista ou apenas alguém cuja simplicidade não permite a ostentação de qualquer adereço cultural de caráter esnobe ou honorífico. .. Para mim, esse palco deve se revestir de luzes... Não as que encantam, distraem, entretêm ou acendem-se pelo período de tempo em que a escuridão é esquecida ou tornada mais aceitável, até atraente ... e sim as que iluminam e revelam figuras rígidas... corrompem ou se infiltram, obstinadas nas mais recônditas fendas do obscurantismo.

Sim, pois é das profundas, arquetípicas e obscuras fendas da mente inconsciente que ressonam as vozes motivadoras dos atos que contrariam as melhores intenções humanas...Nelas, então, se originam os sentimentos de ódio, que sustentam preconceitos, despeito, ambição, inveja e competição destruidora do ambiente natural e das pessoas. Delas, portanto, se originam as exigências de amor e respeito... as opiniões impedidas de serem profanadas pelas luzes do pensamento crítico... Porque foram consagradas às trevas”.

Prof. Jorge Melchiades Carvalho Filho




 

Peça Teatral "Maria das Dores"

foto

As Marias (vídeo)
Rédias e Correntes (vídeo)